Chegou Aqui #001: Russo Passapusso, Café Preto, Matanza, B Negão e MV Bill

tumblr-static-tumblrQuem compra vinil pela internet tem aquela sensação especial em esperar chegar, pegar e abrir a encomenda, tirar o plástico, botar na vitrola e aí sim se deliciar com o som. Um ritual um tanto quanto diferente de simplesmente clicar-ouvir. Nada contra experimentar vez ou outra um streaming, pelo contrário, é fantástico poder ouvir o digital, mas confesso que sou mesmo fã da música no vinil, com encartes e artes ao meu alcance.

Tudo bem que o Correio nacional não é lá grandes coisas, mas é possível sim comprar e vender com segurança através deles. A internet facilitou e muito você achar aquele determinado vinil que você quer. Se por um lado os preços subiram um pouco pelo efeito comercial da web, por outro o garimpo online é praticamente infinito. 

Entre gastar grana com roupa ou disco eu não tenho nenhuma dúvida o que prefiro. Por isso sigo sendo cliente das principais lojas nacionais do ramo e vou compartilhar com vocês as aquisições que chegarem, a título de curiosidade e informação sobre os lançamentos.

Então, fica combinado, sempre que chegar alguma encomenda aqui na redação do Disco de Vinil vamos fazer uma postagem com um tipo de umboxing dos novos itens da coleção.

Chegou essa semana uma compra da Bilesky Discos, com as seguintes aquisições:

1 – Russo Passapusso – Paraíso da Miragem

Sou fã do vocalista desde o Baiana Sound System e não poderia deixar de prestigiar o trabalho solo desse artista da sonoridade. Arte bolada e levadas singulares. Altamente recomendado.

Dá pra ouvir o álbum completo AQUI

2 – Café Preto – Café Preto

Edição em vinil amarelo vivo, belíssimo. Também dá pra ouvir o álbum completo pelo YouTube. Música boa: viciante mais que Café.

3 – Matanza – Pior Cenário Possível

Pesado demais, maluquices demais, Matanza é pra quem gosta mesmo do estilo Rock de caminhoneiro. Eu já tinha os outros álbuns que saíram em LP e agora fechou a discografia. É… eu curto! Hehe

4 – B Negão – Transmutação

Nem parece o vocal do Planet Hemp pois o disco não tem nada a ver com a pegada harcore da banda legalize. É um trabalho de qualidade no terceiro álbum dele junto aos Seletores, o álbum promove alquimias sonoras com letras de perspicácia, além de uma excelente versão do clássico “Fita Amarela”.

5 – MV Bill – Vivo (Compacto)

Lenda do hip-hop nacional, MV Bill tem nesse compacto a faixa Vivo, um autobiografia musical, e do outro lado uma parceria com Ramonzin, na música Raiz (Assista o clipe AQUI, vale a pena).

Uma seleção eclética com 100% de música brasileira. Do rock ao hip-hop, passando por gêneros indefiníveis pois são levadas geniais que transcendem rótulos. E tem gente dizendo que não se faz música boa no Brasil… Ah… se eles ouvissem mais vinil.

Quer compartilhar alguma nova aquisição que chegou por aí ultimamente? Manda pra gente pelo e-mail discodevinil.com@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s